Viver e Morrer na Fé

Os dias da nossa vida… cedo se corta e vamos voando.
Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.
Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor

(Salmo 90:10; Filipenses 1:21 e 23)

 

Rosa tinha 93 anos. Era cega e perdia o equilíbrio com facilidade. Era tão dependente que já não podia ficar mais em casa sozinha. Na pequena cidade onde vivera toda sua vida não havia lugar para ela nem no hospital geriátrico nem no asilo.

 

Era preciso colocá-la em outro lugar. Outro lugar! Esse pensamento lhe causava muitas inquietações. Contudo, Rosa continuava calma e confiando no Deus que tantas vezes a socorrera antes. Não dizia nada, porém parecia ter recebido a resposta ao problema que tanto inquietava seus familiares.

 

A solução não demorou. Em um domingo pela manhã Rosa dormiu profundamente. Deixando seu corpo inerte, silenciosamente seu espírito foi ao encontro do Senhor Jesus. Nem o hospital, o asilo e nem o mundo já não tinham lugar para ela, mas o Senhor Jesus, seu Salvador, reservara um lugar de honra junto a Si para Sua serva.

 

Não pense, querido leitor, que se trata de um caso excepcional. Embora os crentes nem sempre sejam poupados de sofrimentos na hora da morte, o fim da vida de todos os que colocaram sua confiança em Cristo Jesus é feliz.

 

Muitos que levam uma vida aparentemente maravilhosa quando chegam no momento em que o espírito tem de deixar o corpo são consumidos pelo terror.

 

Não há religião, nem boas obras, nem qualquer outra coisa que tranquilize a alma. E não há como prever esse instante. Aproveite a oportunidade que você tem hoje de conhecer o Senhor Jesus e fazer dos versículos acima uma realidade em seu coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *